Tempo para refletir!

Scheila Flesch – Psicóloga do NAP – CRP 07/27581 – contato@napvs.com.br

Com o advento da internet estamos cada vez mais acostumados com o “instantâneo”. Tudo precisa ser rápido, prático, na hora, e qualquer coisa diferente disso nos faz perder a paciência ou achar que temos pouco tempo.

Na realidade não é o tempo que é pouco, mas sim somos nós que colocamos muita coisa dentro deste tempo, e tudo aquilo que demora um pouco mais deixa de fazer parte das nossas vidas, da nossa rotina. É muita informação, muito conhecimento, um mundo inteiro a desbravar em tão pouco tempo…

E quem disse que precisamos de tanta informação? Quem disse que precisamos saber tudo de tudo? De que adianta tanta informação e conhecimento se não paramos para olhar muitas vezes para a nossa vida, para os nossos sentimentos e emoções, se não tiramos um tempo para refletir?

Sabemos muitas vezes muito mais sobre um filme ou determinado ator, do que sobre nós mesmos… Não que seja ruim adquirir cultura ou nos distrairmos, muito pelo contrário! Mas precisamos aprender a dosar nosso tempo, e nos incluir nele. Dedicar um tempo para pensar na nossa vida, para refletir sobre como estamos nos sentindo, sobre as atitudes que estamos tendo!

Entramos em modo “piloto automático” dia após dia, e acabamos não vivendo, apenas existindo. E, desta forma, deixamos de desfrutar importantes momentos de ócio, não nos permitimos pausas nem descanso.

E os momentos a sós? Esses momentos passam a ser uma tortura total, perda de tempo. Muitas vezes nos pegamos fugindo de nós mesmos… nos distanciamos do nosso mundo interior, esquecemos que quando estamos sozinhos podemos desfrutar de prazerosos momentos, de importantes raciocínios e reflexões.

Não precisamos de uma data específica para pensar na nossa existência, para fazermos um balanço de como estamos agindo e do rumo que a nossa vida está tomando. Isso deveria ser uma prática constante, mensal, semanal e melhor ainda se fosse diária. Ah, mas o tempo, tenho pouco tempo… Se você não tem tempo para você na sua vida, que vida você tem?

Então, comece a se apropriar da sua vida, a se apropriar de você. A sua companhia deveria ser para você a melhor do mundo… e, se ainda não for, está em tempo de começar a ser! Passe a se conhecer, a desvendar seus gostos e entender suas escolhas. Ouse experimentar o novo, se aventure a fazer coisas diferentes e surpreenda-se com a pessoa maravilhosa que você é! Ame-se, pois a sua companhia é a única que com certeza você terá sempre!!!

Publicado por revistavitrini

Revista que tem o foco de expandir negócios, promover empresas e trazer artigos de utilidade e informativos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: