É preciso desconectar para se conectar

Bruna Schabarum – Psicóloga CRP 07/32196 – contato@napvs.com.br

Qual a primeira coisa que você faz ao acordar, e qual é a última que faz ao dormir? De maneira geral, as tecnologias estão cada vez mais invadindo o dia a dia das pessoas, bombardeando-as com informações a fim de deixá-las fixadas a uma tela. E é neste período que por vezes, perdemos a noção do tempo e nos afastamos daquilo que somos, buscando por algo que é tido como ideal.

O termo “dependência tecnológica” é utilizado para nomear o uso abusivo da internet, seja através do celular, computador, televisão ou vídeo game e que atua de maneira similar à dependência química, devido ao prazer físico que o uso prolongado proporciona à pessoa.

Sendo assim, é importante estar atento a alguns sinais – principalmente caso a pessoa já tenha algum transtorno primário associado, como ansiedade ou depressão (já que potencializa o uso desses dispositivos tecnológicos) – como quando a pessoa passa horas ininterruptas conectada a internet, negligenciando inclusive obrigações familiares, pessoais e profissionais, bem como, apresenta inabilidade social, alterações no sono, irritação, dificuldades e/ou desinteresse em fazer outras atividades e medo constante de ser prejudicado caso esteja desconectado.

A tecnologia foi desenvolvida para nos tornar dependentes dela e neste sentido, por mais que tenha o desejo de se afastar, alguma nova notificação faz um chamado para que você “volte” (a se perder), afinal, você pode até ser um usuário das redes, mas são elas que te controlam.

Através das redes sociais temos a possibilidade de construir uma “virtualidade” em relação a uma vida que desejamos e que assumimos como sendo real, mas que na verdade, nada mais é do que uma projeção de algo que não existe, afinal, é postado somente aquilo que desejamos mostrar.

De uma maneira geral, a tecnologia pode funcionar como uma ferramenta de fuga da realidade, justamente para aliviar uma dor emocional. No entanto, a dor é inerente a vida e precisamos buscar formas de compreendê-la e elaborá-la. Podemos considerar como sendo essencial a busca por mudanças de hábitos (internos e externos), onde se possa criar momentos de pausa e reflexão, bem como, de autoconhecimento, afinal, é preciso desconectar para poder SE CONECTAR.

Publicado por revistavitrini

Revista que tem o foco de expandir negócios, promover empresas e trazer artigos de utilidade e informativos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: