Relação terapêutica

Psicóloga Daniessa Rodrigues – contato@napvs.com.br

Muitas pessoas têm curiosidade e criam fantasias sobre: como é ir ao psicólogo? Será que todos tem um divã ou será que existe uma mesa entre terapeuta e paciente? Será que faz anotações ou apenas se faz escuta? O profissional pode chorar junto, dar risada, ou fica apenas com “cara de paisagem”? Escolho homem ou mulher? Enfim, qual a visão de relação terapêutica existente em sua mente?

Ao iniciar uma sessão de terapia, nos conectamos integralmente aquele atendimento. É necessário doar-se ao outro e fornecer uma escuta ativa. De forma simples e objetiva, na relação terapêutica precisa haver cinquenta por cento de cada um! É criado um espaço de confiança que toda e qualquer coisa pode ser dita e sentida, sem julgamentos. Chamamos de escuta qualificada. É através da troca que a vinculação começa a existir.

Então, que tal experimentar uma sessão de terapia?

Publicado por revistavitrini

Revista que tem o foco de expandir negócios, promover empresas e trazer artigos de utilidade e informativos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: