A IMPORTÂNCIA DE SE CUIDAR

Fisioterapeuta Fabiano Giacomolli contato@napvs.com.br O nosso corpo como tudo na vida depende de cuidados. Para podermos usufruir de nossa saúde por muito tempo devemos nos preocupar com algumas tarefas diárias. (hábitos diários) A primeira dela é a nossa respiração, nosso piloto automático está cada vez pior, muito disso devido ao estresse da vida moderna. ParaContinuar lendo “A IMPORTÂNCIA DE SE CUIDAR”

Cada dor tem seu tempo

Psicóloga Caroline Melo – CRP 07/30593 – contato@napvs.com.br Cada cura é um processo. Sim, eu sei, queremos não sentir essa dor, gostaríamos de evitar ou talvez que ela passasse logo, ou ainda, que ela nem existisse. Mas acredite, ela está aí por algum motivo, ela quer te ensinar algo. Seja gentil com ela, compreenda ela,Continuar lendo “Cada dor tem seu tempo”

Outubro Rosa

Tatiana Ckless Moresco Brenner – CREMERS 35298 – Médica Ginecologista e Obstetra do Hospital Sapiranga – Especialista em Ginecologia Infanto-Juvenil “Outubro Rosa” é uma campanha de conscientização realizada mundialmente e tem como principal objetivo alertar as mulheres e a sociedade sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama. O movimentoContinuar lendo “Outubro Rosa”

A PSICOTERAPIA NO CONTEXTO INFANTIL

Lisane Luz Pacheco – Psicóloga do Nap –  Psicóloga CRP 07/19734 – contato@napvs.com.br A psicoterapia com crianças é um instrumento muito importante que visa cuidar e atentar à saúde emocional dos pequenos. Tem como objetivo principal promover o desenvolvimento saudável da infância, a resolução de sintomas, acolhendo seus medos, inseguranças, angústias, prevenindo e solucionando conflitosContinuar lendo “A PSICOTERAPIA NO CONTEXTO INFANTIL”

Palavras….

Dioglas André Marian Voltz – Psicólogo do Nap – Psicólogo Clinico – CRP/RS 07/32186contato@napvs.com.br Há palavras que de tão gastas já não dizem!             Em 2016 a jornalista Eliane Brum apontou em um texto que “a tragédia brasileira é que as palavras existem, mas já não dizem”. Passados quatro anos, tal reflexão, infelizmente, concretiza-se vertiginosamente.Continuar lendo “Palavras….”