Criança dormindo com os pais! Vamos refletir

Maiquélen Silva – Psicóloga (07/30223) Quando as crianças são pequenas é bastante comum que por comodidade os pais decidam mantê-las por perto. Algumas mães trazem o bebê para a cama do casal, outras montam o bercinho ao lado da cama para manter a proximidade. Nos primeiros dias de vida do pequeno a prática de trazerContinuar lendo “Criança dormindo com os pais! Vamos refletir”

Naninha

Marília Bressan – mariliamilab@gmail.com Quando meus filhos eram pequenos, não criei o hábito de andarem arrastando uma fraldinha presa ao bico, como era comum em alguns familiares. Sempre achei que seria um hábito a mais a ser combatido posteriormente. Mas sempre segui o conselho de minha avó para colocar pelo menos um “paninho” (lençol, fralda…etc)Continuar lendo “Naninha”

Reflexão sobre adoção

Fernanda Passini – Advogada – adv.fernandapassini@gmail.com Entra ano, sai ano… e sempre assisto as mesmas afirmações sobre o atual quadro de adoções e crianças existentes nos abrigos do País. Isso de imediato me causa uma reação ao que vejo ser relatado aos que assistem e leem as matérias sobre o tema. Com raras exceções,  chegaContinuar lendo “Reflexão sobre adoção”

Naninha

Marília Bressan – mariliamilab@gmail.com Quando meus filhos eram pequenos, não criei o hábito de andarem arrastando uma fraldinha presa ao bico, como era comum em alguns familiares. Sempre achei que seria um hábito a mais a ser combatido posteriormente. Mas sempre segui o conselho de minha avó para colocar pelo menos um “paninho” (lençol, fralda…etc)Continuar lendo “Naninha”

Reflexão sobre adoção

Fernanda Passini – Advogada – adv.fernandapassini@gmail.com Entra ano, sai ano… e sempre assisto as mesmas afirmações sobre o atual quadro de adoções e crianças existentes nos abrigos do País. Isso de imediato me causa uma reação ao que vejo ser relatado aos que assistem e leem as matérias sobre o tema. Com raras exceções,  chegaContinuar lendo “Reflexão sobre adoção”

Naninha

Marília Bressan – mariliamilab@gmail.com Quando meus filhos eram pequenos, não criei o hábito de andarem arrastando uma fraldinha presa ao bico, como era comum em alguns familiares. Sempre achei que seria um hábito a mais a ser combatido posteriormente. Mas sempre segui o conselho de minha avó para colocar pelo menos um “paninho” (lençol, fralda…etc)Continuar lendo “Naninha”

Vai ter “bagunça” na hora de comer

Mara Rubia Ritter – Psicóloga/Nutricionista – Especialista Clínica – Q10 Saúde Clínica Integrada – contato@q10saude.com.br – 51 3597-3420 Treinar uma criança a fazer uso da colher e posteriormente do garfo e da faca é trabalhoso, dá sujeira e bagunça, mas vale todo esforço dos pais para que esta criança aprenda bons hábitos alimentares. A criançaContinuar lendo “Vai ter “bagunça” na hora de comer”

Você conhece uma Clínica Escola?

Lisane Luz Pacheco CRP 07/19734 – Psicóloga e supervisora do NAP – contato@napvs.com.br A clínica Escola do NAP foi criada com o objetivo de oferecer atendimentos psicológicos a comunidade e formação aos acadêmicos do Curso de Psicologia. Os atendimentos são realizados por acadêmicos formandos do curso de Psicologia, com acompanhamento e supervisão periódicas. A ClínicaContinuar lendo “Você conhece uma Clínica Escola?”

A PSICOTERAPIA NO CONTEXTO INFANTIL

Lisane Luz Pacheco – Psicóloga do Nap –  Psicóloga CRP 07/19734 – contato@napvs.com.br A psicoterapia com crianças é um instrumento muito importante que visa cuidar e atentar à saúde emocional dos pequenos. Tem como objetivo principal promover o desenvolvimento saudável da infância, a resolução de sintomas, acolhendo seus medos, inseguranças, angústias, prevenindo e solucionando conflitosContinuar lendo “A PSICOTERAPIA NO CONTEXTO INFANTIL”

Por que precisamos de bons exemplos?

André Luiz Weschenfelder – Psicólogo do Nap – – CRP 07/32268 – contato@napvs.com.br Há no nosso cérebro, e de outros animais de diferentes espécies, algo chamado Neurônios Espelho. Estes neurônios fazem exatamente o que o nome sugere, eles refletem um estímulo. Um exemplo fácil de entender é de quando alguém boceja e abre uma reaçãoContinuar lendo “Por que precisamos de bons exemplos?”